Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MARIA INÊS ANTUNES

Nutricionista

MARIA INÊS ANTUNES

Nutricionista

"Vai às urtigas!", e eu fui...

por Maria Inês Antunes, em 16.03.16

Apesar de ainda ser referida com sentido pejorativo na sabedoria popular (“vai às urtigas!”), esta planta é comestível e altamente nutritiva! É um vegetal com um bom perfil proteico e uma fonte de micronutrientes essenciais. Depois de cozinhada a urtiga pode fornecer 90% -100% de vitamina A (incluindo a vitamina A sob a forma de β-caroteno) e é uma excelente fonte de cálcio e de ferro.

As últimas investigações desta planta têm-se centrado no seu contributo para a nutrição e saúde humana, entre as quais destaco a sua eficácia na melhoria dos sintomas do tracto urinário inferior nos pacientes com hiperplasia prostática benigna.

 

Quem se ousa a utilizar urtigas na culinária?

Eu experimentei!

Segue o resultado...

 

IMG_5932_2.jpg

 

Convenci?

 

Esta sopa não "pica" e fica aveludada.

 

Segue a minha receita (para 4 porções):

 

Creme de urtigas

100 g de folhas de urtigas

1 chuchu

1 courgette

1 cebola

Leite q.b.

20 ml de azeite

1 colher (chá) de sal

 

Preparação

Lave as folhas de urtigas, descasque os restantes ingredientes e corte-os em rodelas finas.

Coloque uma caçarola ao lume com o azeite, a cebola e os restantes ingredientes e deixe estufar em lume brando. Acrescente água e sal e deixe cozer.

Adicione as folhas de urtigas.

Triture, adicionando leite até obter a consistência desejada.

 

 

Valor nutricional por porção 107 kcal, 5,2 g de proteína, 9,9 g de hidratos de carbono e 5,6 g de gordura total

 

 

Vão gostar!

 

 

Maria Inês Antunes

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D