Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MARIA INÊS ANTUNES

Nutricionista

MARIA INÊS ANTUNES

Nutricionista

As críticas fazem-nos crescer (ou não)

por Maria Inês Antunes, em 25.01.17

Antes do dia do lançamento do meu Sopa,sim! convidei alguma imprensa para estar presente no dia e recebi bastantes respostas. Uma das quais da revista TIME OUT, que me pediu para enviar um exemplar do meu livro para crítica.

Até anteontem não obtive resposta e contactei a TIME OUT para averiguar se tinham recebido o exemplar, bem como se iriam (e quando) publicar a crítica. Informaram-me que a mesma saiu na revista da semana passada (cuja edição iria terminar ontem).

Ontem, extremamente curiosa e expectante fui comprar a revista e folhei-a até encontrar a tal crítica ao Sopa, sim!.

Então....

IMG_20170124_150854.jpg

 

3 estrelas e um extenso texto, com poucas pausas e muitas virgulas.

 

Confesso que pensei em não comentar e por momentos tive  aquela sensação do “deixa lá”, mas depois lembrei-me que poderia ser um exelente tema para um artigo. Até porque não são todos os dias que recebemos críticas!

Tentei assimilar a crítica na sua totalidade, perceber qual a natureza da mesma e por fim perceber se esta tem fundamento.  Mas receber críticas ajuda a desenvolver algo melhor, desde que estas venham de alguém que saiba exatamente do que está a falar.

 

capa sopa sim.jpg

 

A Mariana, é a editora do Comer & Beber da TIME OUT e foi quem escreveu a crítica ao livro Sopa, sim! na rúbrica Cozinhoteca. Começou por enumerar a crítica iniciando a mesma com o seguinte ponto:

 

“1) existem dietas milagrosas aos pontapés”

 

Ups!

Será que leu a introdução?

Acho que fez o mesmo que eu quando folheei a TIME OUT para encontrar a minha crítica, porque....

 

IMG_20170125_102038.jpg

 

... na introdução falo exactamente da tendência dos livros de dietas, que “quase nos permitem fazer um dieta por semana.” e que “este livro vai muito além da minha opinião sobre as dietas... ou sobre da minha posição sobre qualquer novo regime alimentar.”

E, Mariana, o objectivo deste livro não é fazer uma dieta de sopa, mas sim “dar um contributo para reforçar  a nossa identidade alimentar através do consumo da sopa.”

 

No segundo ponto :

 

“2) parece ser moda todas as nutricionistas editarem livros;”

 

Entendo o que quer dizer. Mas, calma... “todas”?

Somos mais de 3000 nutricionistas registados na Ordem dos Nutricionistas.

E relativamente aos livros: são tantos os escritos por nutricionistas, como os livros daqueles que se querem fazer passar por e não o são.

 

Resultado de imagem para ordem dos nutricionistas membros

 

Continuando a ler o texto ...

 

“apenas as propriedades benéficas de alguns ingredientes ...

parecem salvar o livro de um aborrecimento mortal.”

 

Tudo o que se leu nas primeiras 50 páginas (mas achou aborrecido) são pequenos textos escritos para leigos sobre os beneficios das substâncias antioxidantes de que são compostos os vegetais. Com o acréscimo de serem textos baseados em artigos científicos extra actualizados e (desculpe, mas acho que não são só para mim) interessantíssimos.

E, Mariana, depois de ler o meu livro, deveria ficar a perceber que não são os alimentos que têm propriedades, mas sim os seus compostos.

 

Mas já agora, o que me diz sobre as receitas?

 

IMG_20170125_104202 (1).jpg

 

“ A partir daí, a Maria Inês mostra o que sabe”

 

Sei da minha profissão! Sou nutricionista e uma apaixonada pela cozinha, mas não sou cozinheira.

Talvez me deva dedicar muito mais à cozinha porque, segundo o que afirmou e excluindo as nabiças da página 174 que não gostou, o Sopa, sim! tem “sopas, divididas pelas estações do ano, com indicações calóricas, dicas e boas fotografias.”

 

IMG_20170125_104902 (1).jpg

 

E por isso Mariana, vou aproveitar ao máximo cada relato, cada afirmação, cada declaração favorável ou depreciativa e ganhar mais umas visualizações.

 

Por fim, deixo aqui uma crítica às críticas:

Escrevam bem, mas leiam melhor

 

 

Creme de Urtigas - a experiência da Estefânia

por Maria Inês Antunes, em 19.01.17

Já conhecem a página da Estefânia? Não só é minha colega de profissão como também de paixão pela comida.


A Estefânia tem um Blog que se chama Cozinhar Com, onde escreve receitas, fala sobre alimentos e nutrientes e transborda sabor nas fotografias que faz das suas experiencias gastronómicas. E, para meu orgulho, decidiu experimentar a receita de CREME DE URTIGAS do meu livro SOPA, SIM!.

 

Vejam aqui o resultado. As fotos estão fantásticas, claro! E a vontade de comer esta sopa cresce...

 

Deixo-vos aqui algumas fotografias do Blog Cozinhar Com:

 

estefania urtigas 2.jpg

 

estefania urtigas.jpg

 

 E para quem gosta de cozinhar e de fotografia, tem de seguir a página de Instagram da Estefânia aqui.

Com ovos se fazem omeletes...

por Maria Inês Antunes, em 17.01.17

A semana passada tive uma experiencia única em consulta:

 

Na primeira consulta de nutrição da Sra L, depois de falarmos sobre a saúde e sobre as restrições alimentares que a médica lhe havia dado há dias, chegamos à conversa do ovo. Refere-me a Sra L o que ouviu na entrevista do prorgama Sociedade Civil , onde uma nutricionista desmistifica o papel do ovo na alimentação. Não imaginava a Sra L que a nutricionista que tinha à sua frente era a mesma nutricionista de que falava como referência.

 

Escusado será dizer que me senti extremamente.... lisonjeada! Imaginam?

 

Então, por estas e por outras, decidi falar um pouco sobre este alimento e sobre aquilo que ainda preocupa e faz um bocadinho de confusão não só aos portugueses, como também dentro da comunidade científica e ainda mais entre profissionais de saúde...

O ovo é um alimento muito especial...

 

É um alimento extremamente completo, com um perfil nutricional de excelência!

Tal como referi neste post é uma fonte de proteína de alto valor biológico. A luteina e a zeaxantina  presentes no ovo são dois carotenóides essenciais à visão, como papel na diminuição do risco de desenvolver degeneração macular relacionada com a idade.

 

omelete2.jpg

 

Os ovos contêm carotenóides (luteína e zeaxantina) reconhecidos por seu papel na proteção contra degeneração macular relacionada à idade e catarata, bem como tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. O ovo também fornece arginina (um precursor do óxido nítrico), que por sua vez, faz com que os vasos sanguíneos dilatem, desempenhando um papel fundamental na circulação, e são uma fonte substancial de colina, que é um neurotransmissor envolvido na função cognitiva.

 

Então e o colesterol?

As guidelines que definem a quantidade limite de colesterol na dieta ou o consumo de ovos, tanto para a população em geral como para quem tem risco de doenças cardiovasculares, variam entre diferentes países. Por exemplo a National Heart Foundation (australiana) restringe o consumo de ovos a 6 ovos por semana, mas a British Heart Foundation e a Diabetes United Kingdom não fazem restrições no consumo de ovos. A American Diabetes Association (ADA) limita o consumo de colesterol a 300 mg/ dia. Se um ovo tem cerca de 200mg de colesterol, o limite será até um ovo por dia.

 

omelete.jpg

 

Em que é que ficamos?

Apesar de terem colesterol, os ovos têm também componentes específicos que contribuiem para resultados de saúde favoráveis ​​e para a redução do risco de doenças cardiovasculares. Quando os ovos são incluídos num contexto de uma dieta saudável, estes benefícios nutricionais compensam quaisquer efeitos adversos, embora:

 

cada caso é um caso e, claro!,

deve consultar um nutricionista para recomendar qual a quantidade de ovos ideal para si

 

E os ovos fortificados com ómega-3 são melhores?

Os ovos que são fortificados com omega-3 também podem desempenhar um papel na dieta, especialmente para pessoas com hipertrigliceridemia e para quem não come peixe.

 

As minhas omeletes:

Bato os ovos e coloco 1 c. sopa de farinha de arroz com a ajuda de uma peneira (para não criar grãos de farinha), sal, pimenta e molho inglês. Deito para uma frigideira antiaderente (passei azeite com 1 guardanapo) e coloco por cima queijo vaca que ir light e a salsa picada grosseiramente.

Viro uma ves e VOILÁ!

 

omelete3.jpg

 

 Utilizei os seguintes ingredientes para 2 pessoas:

2 ovos inteiros

1 c. sopa de farinha de arroz

2 queijinhos vaca que ri light

1 c. chá molho inglês

1 molho de salsa

sal q.b.

pimenta q.b.

azeite (5ml)

 

Boas experiências! Espero que gostem...

 

A sopa de urtigas do Sopa, sim na TV (Grande Tarde)

por Maria Inês Antunes, em 10.01.17

Viram o Grande Tarde de ontem...?


Se não viram, vejam agora! Assim ficam a perceber tudo sobre o meu livro Sopa, sim! e a saber como se faz a deliciosa sopa de urtigas. Aproveito para agradecer à SIC o convite e o bem que me receberam... 

 

Espero que gostem! 

 

 

 

Sopa, sim! no Grande Tarde da Sic

por Maria Inês Antunes, em 09.01.17

 

E quem é que vai cozinhar uma maravilhosa sopa no programa Grande Tarde da SIC?!

Hoje vou apresentar o meu livro Sopa, sim! e vou preparar uma sopa (surpresa!).

 

Espero que gostem...

Até já! <3

 

 

Passagem de ano com o É a Vida Alvim

por Maria Inês Antunes, em 01.01.17

Uma passagem de ano com o Programa É a Vida Alvim e o Sopa, sim! 

 

 

Maria Inês Antunes

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D