Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MARIA INÊS ANTUNES

Nutricionista

MARIA INÊS ANTUNES

Nutricionista

Do the DETOX - as minhas dicas

por Maria Inês Antunes, em 03.01.18

Foi no passado dia 5 de Dezembro que participei, em conjunto com o meu colega naturopata, Dr Alexandre Reis, no 1º Workshop da Clínica IMPROVE - Your Body and Soul.

CoverWorkshopDetox-02 (1).png

Neste Workshop intitulado de Detox de Inverno - Alimentação e Suplementação, explicámos quais são os alimentos ideais e qual a melhor atitude perante a comida, para desintoxicar o organismo e sentir-se bem, tirámos dúvidas sobre os alimentos e os compostos naturais que se podem utilizar em casa e abordámos as estratégias certas para evitar a retenção de líquidos.

 

ESGOTAMOS as inscrições e tivemos a nossa recepção CHEIA de clientes e curiosos sobre este tema.

 

IMG-20171206-WA0005.jpg

 

Pelo facto se saber que muitos de vocês gostavam de ter participado, mas não tiveram a oportunidade trago-vos aqui algumas dicas para iniciarem o detox depois destes dias festivos!

 

O DETOX é:

Eliminar toxinas

↓ Retenção de líquidos

Promover aceleração do metabolismo

+ Energia

↑ Bem-estar

↓ Sensação de pernas cansadas

Melhorar funcionamento do intestino,

↑ sensação de saciedade

 

O DETOX corresponde ao consumo de um conjunto de alimentos, ricos em micronutrientes e compostos que ajudam a limpar e regular o organismo e, entre eles, estão os superalimentos, que não são super-heróis, mas quase!

 

 

Maria Inêsii.jpg

 

Para o pôr em prática siga as minhas recomendações:

 

1. Eliminar o açúcar, análogos e adoçantes artificiais

Sabia que pode encontrar açúcar mesmo nos produtos que acha saudáveis? Grande parte das granolas dos supermercados têm a adição de açúcar, porque sem este não seriam tão apelativas ou então eram apenas flocos de aveia (estes sim, não têm adição de açúcar). 

Sabia que até existem SKYRs com açúcar? Sim, aqueles iogurtes da moda que são bastante proteicos. É claro que não estou a falar de todas as marcas. Existem SKYRs com valores nutricionais muito apelativos e com teores de açúcar baixos, mas também existem outros que são baixos em gordura e tem 2 pacotes de açúcar por cada 100g. Atenção aos rótulos!

Outra forma de diminuir o açúcar é retirar os pacotes de açúcar que coloca no café. Sim! Tudo conta, até o meio pacote de açúcar nos 3 cafés que bebe por dia. Ora vejamos: 3,5g (3x 1/2 pacote) x 3 cafés = 10,5 g (2 pacotes de açúcar por dia) o que corresponde a 10,5 x 365 dias = 3,8 Kg de açúcar por ano. Portanto, se consumir 3 cafés por dia, cada um com meio pacote de açúcar, consome uma média de quase QUATRO pacotes de KILO de açúcar por ano. Assustador?

 

2. Eliminar alimentos processados

Quando os produtos alimentares contém mais do que um ingrediente é obrigatório terem a lista dos ingredientes e a respectiva tabela nutricional. Os produtos processados, como as bolachas, os cereais, ou comida instantanea, contém não só ingredientes naturais, como também uma série de denominações que vocês desconhecem, certo? Grande parte delas não são benéficas para a saúde, como por exemplo as gorduras hidrogenadas e os aditivos. Por isso leiam bem os rótulos e a descrição dos ingrediente e procurem que todos os ingredientes presentes sejam alimentos verdadeiros.

 

3. Eliminar as gorduras trans

Aumentam o risco de doenças cardiovasculares (DCV), a inflamação, o peso (que aumenta como consequencia a inflamação); ↑orisco doenças crónicas (como a diabetes, as DCV DM, o cancro e dislipidemias).

Encontramo-las nestes alimentos:

Imagem1.png

 

 

4. Consumir gorduras boas

Utilizar gorduras como o azeite, o óleo de coco ou o abacate na confecção ou tempero de pratos é uma das soluções que vos proponho para o detox. Desta forma ingerem gorduras essenciais e evitam gorduras que provoquem alterações desnecessárias ao organismo, entre elas está a formação de radicais livres, que é um dos principais motivos do envelhecimento precoce.

 

pimento.jpg

 

5. Evitar o consumo de sumos

Sumos, sejam eles naturais ou emabalados contém sempre açúcar. Se forem naturais contém o açúcar da fruta (frutose) que é absorvido da mesma forma que o "açúcar dos pacotes de café". A fruta é essencial no detox, mas inteira, ou então incorporada num sumo detox onde utilizam apenas uma peça de fruta e juntam vegetais e/ou sementes e/ou superalimentos.

 

6. Consumir alimentos que contenham mais enzimas, para melhorar digestão

Se os alimentos não forem suficientemente degradados pelas enzimas, passam a barreira da mucosa intestinal em partículas não fragmentadas,  o organismo assume como partículas estranhas e  as células imunitárias reagem e atacam estas partículas como se fossem partículas tóxicas. O organismo emita o alerta de inflamação e ficamos com os sintomas associados e as alergias ou intolerâncias alimentares. Alguns alimentos contêm enzimas, como por exemplo a abacaxi, o limão e a papaia.

fruit-1853466_960_720.jpg

 

7. Consumir superalimentos

São alimentos com elevado teor de nutrientes que exercem efeitos benéficos para a saúde. Destaco o abacate, os espinafres, o agrião, a maca, a spirulina, o camu camu, entre outros.

 

Estas são apenas dicas, muito generalistas. Como é obvio cada um de nós é um mundo e há recomendações, calculos precisos e muita individualização num plano de detox. Por isso aproveitem este novo ano para começarem a pensar seriamente em consultar um nutricionista para vos programar uma plano detox personalizado.

 

Contactem-me para marcar a vossa primeira consulta.

Enviem mensagem privada ou email para mariaines.sasc@gmail.com

 

Hoje é o dia!

 

 

 

Maria Inês Antunes

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D